Eraldo Miranda

Sobre

Eraldo Miranda nasceu em Alumínio (SP), passou a maior parte da infância em Tatuí (SP), junto dos seus muitos irmãos e dos pais, José e Marta, que sempre lhe deram liberdade para ser criança. Graduado em Letras e pós-graduado em Crítica Literária, é escritor, pesquisador de literatura oral folclórica e de ações didáticas para o estímulo de habilidades e competências leitoras. Suas obras de literatura infantojuvenil o levam a viajar por vários cantos do mundo para encontros em bate-papos literários com a infância de todas as idades.

eraldomirandaescritor@gmail.com | eraldo@eraldomiranda.com.br

(71) 997108395 / (11) 984808173

Livros

O romance da raposa

Ilustrações: Bill Borges
Editora Ciranda Cultural

O clássico O romance da raposa é a primeira grande epopeia animal narrada em todas as sociedades do mundo. Regresso à versão original de um livro que gerações e gerações leram, divertindo-se com as peripécias da trapaceira raposa, data do século XII. É considerado uma paródia das canções de gesta na Idade Média e reflete os costumes e aspirações medievais. Faz o leitor querer ler sem parar para saber o que vai acontecer. Repleto de humor e ensinamentos, traz importantes reflexões sobre a sociedade e seus costumes.
Temas: literatura oral folclórica, dialética, política, ética, corrupção, condutas lícitas e ilícitas, família, sociedade, história, filosofia, literatura francesa.
Público-alvo: ensino fundamental II e ensino médio.

Histórias contadas aos pés da Tenda

Ilustrações: Vicente Mendonça
Editora Ciranda na Escola

Quando se pensa no Oriente Médio, logo vêm à mente, além das extensões de desertos quase infinitos, antigas e encantadoras histórias passadas de geração em geração, até o surgimento da escrita. Este livro reconta histórias clássicas vindas das vozes persas, indianas e árabes, entre outras, que voaram pela imaginação mundo afora num tapete mágico, nos apresentando a magnífica e poética literatura árabe.
Temas: literatura oral folclórica árabe, literatura árabe, cultura, diversidade, história, filosofia, arte.
Público-alvo: ensino fundamental II e ensino médio.

Histórias boas de contar dos irmãos Grimm

Ilustrações: Nilton Bueno
Editora Elementar

Nesta obra são resgatados vários contos dos Irmãos Grimm. São histórias que falam de medo, de cuidados com o outro, de bondade, amizade e alegria. Perfeitas para serem lidas ou contadas por pais, professores e crianças. Os contos dos Irmãos Grimm, recolhidos da tradição europeia, formam a grande colcha de leituras do mundo do encantamento.
Temas: tradição oral, folclore oral alemão.
Público-alvo: ensino fundamental I e II.

As aventuras de Pedro Malasartes

Ilustrações: Denise Rochael
Editora Elementar

Pedro Malasartes faz parte do imaginário popular. Sujeito esperto e metido a sabichão, detesta a injustiça e apronta com os malvados. Resolve os problemas que aparecem de um jeito tão diferente que acaba se tornando cômico.
Temas: humor, folclore, persistência, ética.
Público-alvo: ensino fundamental I e II

Ludens, a cidade dos bonecos

Ilustrações: Ellen Pestili
Editora Elementar

Vários bonecos desejam participar do grande festival de teatro da cidade de Ludens. O problema é que nenhum grupo teatral os aceita, pois cada um deles tem uma necessidade especial. Então resolvem criar um grupo teatral liderado pelo boneco João Perna de Pau e pela boneca Zula. Eles vão reunindo os bonecos que foram rejeitados e preparam uma bela apresentação teatral. Querem ganhar, além do prêmio no valor de mil sonhos realizados, o respeito dos ludenses.
Temas: amizade, autoestima, crianças com necessidades especiais, teatro, solidariedade, inclusão.
Público-alvo: ensino fundamental I.

O dia em que Ananse espalhou a sabedoria pelo mundo

Ilustrações: Tati Móes
Editora Elementar

Kwaku Ananse gabava-se de ser muito inteligente, mas não estava satisfeito. Queria para si toda a sabedoria possível. Assim, saiu pelo mundo recolhendo mais e mais sabedoria e guardando tudo em uma cabaça. Seu filho, porém, ensinou-lhe uma preciosa lição: a sabedoria é algo a ser compartilhado.
Temas: tradição oral, sabedoria, lendas, África.
Público-alvo: ensino fundamental I.

O menino que levou o mar para o avô

Ilustrações: Nilton Bueno
Cortez Editora

Imagine quem nunca conheceu o mar mas acredita que possa levá-lo numa pequenina bolsa para mostrar aos amigos e familiares? Pois é assim que se desenrola a história do pequeno Buga, que parte, acompanhado de seu cachorro, em busca da imensidão azul! Com uma linguagem cativante, o livro mostra como a infância pode ser recheada de aventuras e descobertas, auxiliando pais e educadores no desafio de cultivar a valorização dos vínculos familiares e de amizade, além de fortalecer o espírito empreendedor e a força de vontade nos pequenos leitores.
Temas: família, amizade, aventura, meio ambiente, carta, bilhete.
Público-alvo: ensino fundamental I.

O pescador de histórias 

Ilustrações: Márcia Széliga
Cortez Editora

O reino fantástico de Livrania era um lugar fascinante, pois tudo nele era colorido e alegre. Um dia, Lete apareceu por lá e roubou as histórias dos livrianos, causando-lhes grande tristeza. Para salvar seu povo, o corajoso Rufos e seus três pequenos amigos partem num pequeno barco de papel em busca de novas histórias. Nessa viagem, eles vivem grandes e emocionantes aventuras.
Temas: aventura, amizade, leitura, livros, filosofia, geografia, história.
Público-alvo: ensino fundamental I e II.

A centopeia sem pés

Ilustrações: Ellen Pestili
Cortez Editora

Lili é uma centopeia especial. Nasceu sem nenhum pé, justamente numa família de muitos pés e, por tradição, responsável pela entrega das correspondências da cidade. Só que o pai da Lili, o senhor Centopeia, teve uma ideia genial: fez cem rodinhas e colocou-as na filha para que ela pudesse andar. E algo aconteceu, já no primeiro dia de escola, que mostrou a Lili que ser diferente pode ser algo belo e cheio de possibilidades. Quer descobrir o que foi?
Temas: amizade, família, trabalho, competição, correios, inclusão, diversidade, escola, potencialidade, medo, rejeição, superação, música, brinquedos, brincadeiras.
Público-alvo: ensino fundamental I.

Guerra e paz 

Ilustrações: Marcelo Alonso
Cria Editora

Certa vez, a Mão Contadora de Histórias decidiu contar uma colorida história a um grupo de mãozinhas… Contou uma inesquecível história de guerra e de paz, em que as impiedosas Mãos da Guerra, na sua ambição de pintar a vida dos homens de injustiças e tristezas, saíram pelo mundo com suas terríveis feras. As Mãos da Guerra encontraram pelo caminho um menino de olhos azuis que luta para trazer de volta aos homens a justiça e a fraternidade.
Temas: amizade, família, cultura de paz, arte, Cândido Portinari, história.
Público-alvo: ensino fundamental I e II

Guerra y paz

Ilustrações: Marcelo Alonso
Tradução e adaptação: Angela Sanz
Cria Editora

Una vez, la Mano Contadora de Cuentos decidió contar un cuento lleno de colores a un grupo de pequeñas manos… Contó un inolvidable cuento de guerra y de paz, en lo cual las despiadadas Manos de la Guerra, con su ambición de pintar la vida de los hombres de injusticias y melancolías, viajaran por el mundo con sus terribles fieras. Pero las Manos de la Guerra encontraron en el camino un niño de ojos azules que lucha para devolver a los hombres la justicia y la fraternidad.
Temas: amizade, família, cultura de paz, arte, Candido Portinari, história, língua espanhola.
Público-alvo: Ensino fundamental I e II
Versão em espanhol.

O navio voador e outras histórias russas

Ilustrações: Rodrigo Abrahim
Editora Imeph

O livro convida o leitor a embarcar no universo de uma tradição oral povoada de babas yagas, tzares, princesas, camaradas inteligentes e tolos, isbás mágicas e heróis nas mais incríveis aventuras. Mas, para viajar por terras, mares e ares russos, são necessários, no coração, uma bússola; na alma, uma luneta; e na cabeça, muita imaginação, pois, ao desembarcar naquelas terras, haverá fantásticas histórias para contar. O livro resgata as narrativas da tradição oral universal para os atuais leitores.
Temas: tradição oral, folclore literário russo, lendas.
Público-alvo: ensino fundamental I.

Caiu no chão, virou bichão

Ilustrações: Suppa
Editora Trilha das Letras

Bichões enormes invadem a cidade, deixando-a triste e malcheirosa. O que podemos fazer para acabar com esses monstros? De maneira bem-humorada, o autor mostra a importância de preservar o meio ambiente e o quanto isso depende de simples ações de cada um.
Temas: cidade, meio ambiente, lixo.
Público-alvo: educação infantil e ensino fundamental

Os três porquinhos

Ilustrações: Alberto Pinto
Franco Editora

O que aconteceu com os porquinhos que construíram casas frágeis? Será que você sabe? Esta versão, bem-humorada, fiel à versão do compilador J. Jacobs, surpreenderá os que estão acostumados com o final feliz para os três irmãos.
Temas: tradição oral, folclore oral inglês, contos maravilhosos, amizade, trabalho, maldade, bondade.
Público-alvo: educação infantil e ensino fundamental I

O dia do rio

Ilustrações: Alberto Pinto
Franco Editora

Senhor Progresso chega a uma cidade e se põe a transformá-la em nome do desenvolvimento. No entanto, não se dispõe a observar que a água do rio precisa ser bem utilizada e bem cuidada. Só o olhar carinhoso e inteligente de um menino consegue enxergar a solução para o problema.
Temas: meio ambiente, progresso, uso indevido das águas, sustentabilidade.
Público-alvo: ensino fundamental I.

Um ovo para a paz

Ilustrações: Biry
Franco Editora

Num planeta chamado Unos, habitado por curiosos povos que viviam em paz, certo dia um pequeno ovo quase os levou a uma guerra. Prepare-se para conhecer esta história diferente e intrigante.
Temas: cultura de paz, erro e perdão, amizade, amor, união entre as pessoas.
Público-alvo: ensino fundamental I.

Palestras e oficinas

Gravação de vídeos, lives, entrevistas virtuais: entrar em contato com o autor ou com o ICA.

Era uma vez – vivências e teorias na arte de narrar histórias

Esta oficina pretende transmitir não apenas teorias, mas sugestões práticas para auxiliar quem se propõe a narrar histórias, com reflexões acerca do papel do narrador nas escolas e no meio familiar e social. Nesse contexto, transparece o valor do contador de histórias, personagem consagrado mundialmente e que sempre teve sua importância no processo educativo e cultural dos povos, pois conduz conhecimento por meio da palavra contada, fonte de saber da humanidade.
Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Formação de leitores – Quais livros eu tenho? Quais escolher? O que fazer com eles?

Este curso propõe trazer contribuições teóricas e práticas a todos que direta ou indiretamente buscam meios eficientes para elaborar projetos pedagógicos de estímulo e desenvolvimento da leitura de gêneros textuais e obras literárias. Além de orientá-los e conduzi-los a refletir sobre o processo de formação de leitores, desenvolve ações que os ajudam a organizar salas de leitura e bibliotecas.
Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Literatura infantil – histórias narradas em palavras, livros e bibliotecas

A literatura infantil existe para ser lida das profundezas do oceano aos altos céus. Seu coração são os olhos do leitor criança, capaz de brincar de demiurgos irresponsáveis e fazer sua existência ter e dar sentido à sua imaginação e realidade. Do início pela boca narradora à longa caminhada pela estrada da escrita e das bibliotecas, o curso apresenta aspectos históricos, educacionais e culturais da literatura voltada à criança.
Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Contos de fadas – entre vozes e estradas da história

Príncipes e princesas, reis e rainhas, camponeses, bruxas, dragões, ogros, anões, duendes e fadas: assim é o mundo feérico do “era uma vez”, num reino distante, que há milênios se estrutura como patrimônio cultural da voz e da literatura universal. O curso é uma colcha de retalhos do imaginário narrativo, costurando aspectos históricos e folclóricos que compõem os contos de fadas, até a modernidade, nas suas múltiplas facetas: função social, educacional e cultural.
Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Folclore e etnia – uma visão pluricultural

O folclore é o corpo da cultura popular que atua em todos os níveis das relações sociais. Portanto, o local mais adequado para sua difusão e compreensão são nas instituições educacionais e culturais, espaço das mentalidades sociais e cívicas que refletem uma sociedade multicultural. O curso apresenta ao educador aspectos do folclore reflexivo e funcional para que, de posse desse conhecimento, ele desenvolva projetos dinâmicos e que façam sentido para a compreensão e o respeito às mentalidades compartilhadas nos diversos espaços cotidianos.

Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Escrita criativa – entre caminhos caramelos da literatura infantojuvenil

Ao movimentar suas mãos em letras inspiradas e trabalhadas, o escritor presenteia o tudo e o todo para a infância, numa literatura que abraça seus olhos e lhes apresenta o mundo das ideias e das coisas possíveis e impossíveis: eis a literatura infantojuvenil. Pés descalços em livros caramelos, o curso oferece teorias e técnicas para a construção da linguagem literária e o aprimoramento estético da escrita literária voltada à infância.
Público-alvo: professores e agentes de creche, bibliotecários, agentes de atividades culturais, agentes de leitura, estudantes de letras, pedagogia e público em geral.
Duração: palestra, de 1 a 2 horas. Curso, de 3 a 32 horas.

Gostou? Falta pouco para você sentir-se em Casa

casadeautores@gmail.com

FALE COM O ICA